Editora reúne especialistas para discutir sobre a relação entre artistas e arquitetos no desenvolvimento de projetos, nesta quinta-feira (16), às 19h, no Espaço Saber

Patrycia Monteiro

A Imprensa Oficial Graciliano Ramos promove um debate sobre o Diálogo entre Arquitetos e Artistas Visuais no Desenvolvimento de Projetos na próxima quinta-feira (16), às 19h, no Espaço Saber, da Casa Cor Alagoas. O evento gratuito e aberto ao público faz parte das ações promocionais do livro Graciliano Arte e conta com a presença de dois artistas mencionados na publicação: Heway Verçosa e Myrna Maracajá. Também foram convidadas para este encontro as arquitetas Elelyne Cruz e Thays Gabrielle.

Heway Verçosa é um artistas contemporâneos mais expressivos de Alagoas. Nascido em Boca da Mata, o artista autodidata já soma dez anos de carreira no campo das artes plásticas, lançando mão de diversas técnicas e materiais. Suas obras, de forte raiz nordestina, trazem um mix de referências e temática recorrente sobre sentimentos, afetividades e a psique humana.

Participou da exposição Ser Isto, realizada em 2015, na Pinacoteca da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e realizou uma individual, denominada Entre Aspas, na galeria Sesc Centro. Em 2013, foi finalista do no projeto paulista Movimento HotSpot que visa disseminar novos expoentes da criatividade brasileira em território nacional.

 

Myrna Maracajá é uma artista versátil e autodidata que desde a infância vem utilizando a arte como forma de expressão. Nascida em Timbaúba, Zona da Mata pernambucana (a cerca de 330 km de Maceió), a também ilustradora e arte-educadora mantém um ateliê localizado no bairro do Poço de onde saem suas criações e onde também realiza vários encontros culturais.

Myrna colaborou ao longo dos anos com seus desenhos para o tradicional suplemento Folhinha (do jornal Folha de S. Paulo) e ilustrou diversos livros infantis, como o Minhas Férias (1999), de Marcelo Coelho e o Deus me Livre (1999), de Rosa Amanda Strausz, ambos lançados pela editora Companhia das Letrinhas, em 1999. Sua maior pintura em dimensão – medindo 43 metros e meio – representando o Pinto da Madrugada, compõe a revitalização do corredor viário que liga os bairros de Jaraguá e Pajuçara, numa espécie de galeria a céu aberto na capital alagoana.

 

 Ilha do Ferro

A imprensa Oficial Graciliano Ramos vai realizar uma noite de autógrafos com o célebre fotógrafo Celso Brandão no Espaço Saber, da Casa Cor, no sábado, dia 25, às 19h. Lá o artista apresentará o seu mais novo livro, Ilha do Ferro, lançado durante a programação da 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas.

Ilha do Ferro traz o olhar de Celso Brandão sobre o mítico povoado sertanejo, localizado às margens do rio São Francisco, no município de Pão de Açúcar, conhecido por ser um reduto de grandes artistas populares alagoanos. O livro é o terceiro de grande tiragem publicado pelo fotógrafo e o conjunto de suas imagens em preto e branco reflete a atmosfera mágica e atemporal do povoado da Ilha do Ferro, mostrando a religiosidade, a paisagem e a expressividade de sua gente.

Mais informações:

Patrycia Monteiro – Coordenadora Editorial – 82 98883-7609