Gráfica e editora do Governo do Estado apresenta cinco títulos infantis inéditos que fazem homenagem à cultura e tradições de alagoanas. Lançamento dos livros será realizado na tarde deste domingo (3), a partir das 16h, no Arquivo Público de Alagoas, realizando sessão de autógrafos com autores e ilustradores dos livros, além de contação de história e pintura de rosto para crianças

Carolina Neris

A Imprensa Oficial Graciliano Ramos lança cinco títulos infantis inéditos pela sua coleção Coco de Roda. O evento de lançamento, gratuito e aberto ao público, será realizado na sede do Arquivo Público de Alagoas, neste domingo (3), a partir das 16h, e contará com sessão de autógrafos dos autores e ilustradores dos livros, além de diversas atividades infantis como contação de histórias e pintura de rosto.

Esperado com grande expectativa por escritores e ilustradores alagoanos, o edital da coleção Coco de Roda é um dos editais mais concorridos do meio literário de Alagoas. Lançado a cada dois anos, este ano ele contou a inscrição de cerca de escritores e mais 40 inscrições no credenciamento para ilustradores.

A prerrogativa do edital da coleção Coco de Roda é publicar obras infantis que façam homenagem à cultura, à história, às tradições e aos personagens ilustres de nossa terra. Para participar do certame é necessário ser alagoano ou estar radicado em Alagoas. Este ano, duas obras da Coco de Roda fazem menção a dois personagens ilustres de Alagoas: Nise da Silveira e Mestre Wilson da Canafístula.

Estreando na literatura infantil, a jornalista e poeta Natália Agra faz em sua obra Os Balões de Nise uma homenagem à medica psiquiatra alagoana Nise da Silveira. No livro, Nise é uma menina que vê na figura do balão uma metáfora para sonho. Como se balõezinhos vivessem dentro dela, fazendo-a viajar enquanto dorme. Na companhia dos seus gatos Tigre-Rei e Mafalda, ela vive uma grande aventura em Tatipirun, do livro A Terra dos Meninos Pelados, de Graciliano Ramos. O livro, ilustrado por Daniel Aubert, é um diálogo com as coisas mais importantes na vida de Nise: o sonho, os gatos e o cuidado com as pessoas.

Ebe em busca do mestre guerreiro da Canafístula é a obra de estreia de Januário Leite, músico e produtor cultural arapiraquense, que narra a saga de um etezinho que desbrava o espaço, atravessa a Via Láctea, chega no planeta Terra e vai até a região do Agreste de Alagoas, no município de Arapiraca, procurar pelo grande Mestre Guerreiro da Canafístula. A aventura espacial em torno da riquíssima e universal cultura alagoana é ilustrada por Diego Malta.

Inspirada na história das mulheres bordadeiras do Coletivo Bordazul, Gianinna Bernardes, autora de dois outros livros já lançados pela Coco de Roda, traz em seu livro Doce Riacho uma linda celebração ao bairro de Riacho Doce, litoral norte de Maceió. A proposta da obra, que foi ilustrada por Chris K, é emocionar e divertir com brincadeiras, trava-línguas, músicas, versinhos, além de trazer informações sobre o lugar, fazendo referências à sua história, à sua paisagem natural e à degradação ambiental e ainda refletir sobre sentimentos saudade e impermanência.

Carnaval sem fim, do consagrado autor infantil Tiago Amaral traz uma história de literatura fantástica em que duas personagens de lendas urbanas de Maceió, o Moleque Namorador e A Mulher da Capa Preta, encontram-se nas prévias de carnaval na capital alagoana, num passeio que começa neste mundo e continua no além, ao longo de várias épocas. A aventura de Carolina e Armando os leva a diversos bairros da cidade, participando de seus festejos tradicionais e conhecendo manifestações típicas como o Boi e a La Ursa. As ilustrações da obra ficaram por conta de Ingrit Lima.

Marivaldo Omena, professor e escritor, retorna à coleção Coco de Roda, com o livro Marianinha vai ao mar que narra a história da menina Mariana, de Arapiraca, que sonha em ser uma sereia, mesmo sem saber o que é o mar. Esse desejo de se tornar sereia decorre da imaginação infantil da personagem, cultivada pelos contos de fadas narrados pela sua avó, Dona Eneida. Com ilustrações de Beatriz Montenegro, a Praia da Sereia é o espaço contemplado na obra, onde as personagens vivenciam uma experiência única, que é a realização do sonho de Marianinha.

Além do lançamento dos livros infantis da coleção Coco de Roda, a Imprensa Oficial Graciliano Ramos também conta com uma programação diferenciada para a criançada durante todos os dias da Bienal: pintura facial, das 10h às 12h e 14h às 17h e contação de história das 10h30 às 11h30 e das 14h30 às 13h30. A programação infantil é gratuita e estará aberta ao público de 2 a 10 de novembro, na sede do Arquivo Público de Alagoas, local onde estão centralizadas todas as atividades institucionais da Imprensa Oficial Graciliano Ramos durante a 9ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas.