Todos os dias, o público adulto e infantil poderá interagir com autores e ilustradores dos 21 títulos da editora

Texto de Patrycia Monteiro

O estande da Imprensa Oficial Graciliano Ramos promete ser um dos mais movimentados da 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, cuja abertura está programada para a noite do dia 29.

Diariamente, lançamentos de títulos infantis e adultos promoverão o encontro entre autores e leitores, em uma mágica interação que somente a boa literatura é capaz de proporcionar. No total, a editora lançará 21 novos livros para o público do evento literário.

De 30 de setembro a 5 de outubro está programado o lançamento sucessivo das seis obras infantis da Imprensa Oficial Graciliano Ramos, sempre no período da tarde, promovendo o encontro de autores e ilustradores com as crianças que visitarem o estande.

Nos encontros haverá distribuição de pipocas e balões para a meninada. O enredo das historinhas serão narrados em duas sessões diárias de contações de histórias, realizadas nos turnos da manhã e da tarde.

Mantendo a tradição, este ano uma nova série da coleção Coco de Roda será lançada durante a Bienal do Livro. A edição 2017 traz os livros Zé Muquém Pegou o Trem, de Luiz Antonio Caldas Filho, com ilustrações de Pedro Lucena; Silvana, a Baleia Beluga, de Maryana Damasceno e ilustrações de Daniel Aubert; Estrela Raivosa, de Guilherme de Miranda Ramos e ilustrações de Cristiano Suarez; Uma Amizade Além do Tempo, de Marília Matsumoto e ilustrações de Ivan Ramos; e O Colar de Pérolas de Cecília, de Fabiana Freitas e Jean Carlos.

Além do lançamento dos cinco livros da coleção Coco de Roda, uma das grandes apostas editoriais da empresa para o público infantil na Bienal é a reedição de O Mundo do Menino Impossível, de Jorge de Lima, ilustrado por Chris K. Esta obra poética, resgatada em sua versão infantil pela Imprensa Oficial Graciliano Ramos, marcou a transição do célebre poeta alagoano do Parnasianismo para o Modernismo.

De 30 de setembro a 7 de outubro haverá sucessivas noites de autógrafos com 14 autores selecionados pelo Edital de Literatura 2017, reunindo obras de diversos gêneros literários, entre eles, poesia, romance e cordel.

Na primeira noite de autógrafos a Imprensa Oficial Graciliano Ramos vai reunir Isaac Bugarin, autor do romance O Baile Catingoso; Charles Cooper, autor de Poemas Definitivos (- quase); e Lael Correa, dramaturgo autor de Azul Para Viagem e outros textos cênicos.

No domingo, o público poderá prestigiar o lançamento de Um Cordel Atrás do Outro, do cordelista Cícero Manoel Alves; Pausas Corrompidas, do poeta Igor Machado; e Livro D’Água, da poetisa Lilian Lessa.

Na segunda-feira (02/10) haverá o relançamento de A Feira, livro com poemas e crônicas assinadas por Sidney Wanderley, com fotos de Juarez Cavalcanti, sobre a feira popular de Viçosa. Lançado em julho deste ano, o livro é um dos maiores sucessos editoriais da Imprensa Oficial Graciliano Ramos este ano.

Na noite seguinte será a vez do lançamento do livro A História do Soldado, uma opereta assinada pelo célebre romancista suíço Charles-Ferdinand Ramuz, com o compositor russo Igor Stravinsky, traduzida pelo poeta alagoano Marcos de Farias Costa.

Na noite de 4 de outubro, a grande estrela do estande da Imprensa Oficial Graciliano Ramos é o livro Ilha do Ferro, de Celso Brandão, que reúne fotos em preto e branco do mítico povoado localizado no município de Pão de Açúcar, conhecido reduto da arte popular alagoana.

Quinta-feira (05/10), haverá o lançamento de dois livros de poesia: Como Num Inferno Para Marinheiros, de Geovane Otávio Ursulino; e Álbum de Família, do músico e jornalista Sebage. Também será lançado o livro Vá Pra Cuba, do professor e escritor Marcos Antônio Damasceno, com relatos de sua última viagem para a ilha de Fidel Castro.

Na noite seguinte haverá uma ação com o livro Graciliano Arte, reunindo alguns escritores publicados pela Imprensa Oficial Graciliano Ramos, citados na publicação, como Fernando Fiúza, Bruna Wanderley, José Minervino e Cosme Rogério.

Por fim, no último sábado da Bienal, haverá o lançamento de mais três livros de poesia: Qualquer curva que me leve sem a sua linha reta, de Jô Saulo; Dê (Lírios) Intranquilos, de Alexsandro Alves da Silva; e Ocre Barro, de Marlon Silva.

“Estamos realizando diversas ações para impulsionar as vendas na 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas. Além de ter acesso a descontos em diversos títulos da Imprensa Oficial Graciliano Ramos, o público leitor poderá participar de sorteios e de campanhas que preveem a doação de livros no último dia do evento”, afirma Dagoberto Omena, diretor-presidente da Imprensa Oficial Graciliano Ramos.

De acordo com o executivo, no dia 30 de setembro será anunciada a abertura do processo seletivo do Edital de Literatura 2018, com novidades no processo de inscrição.

“Pela primeira vez, as inscrições poderão ser realizadas pela internet, sem a necessidade de entrega de originais em papel. Com essa medida imaginamos que o número de inscritos deverá triplicar daqui para frente”, diz Dagoberto Omena.

Clique aqui pra confrerir a programação completa.